boas festas

Acabar bem o ano!
 
Bem tudo começa na semana passada... férias da faculdade e portanto há que aproveitar enquanto se pode. Inspirado que estava após um belo convívio do PCA, vi o windguru e lá escolhi o dia que me parecia ter condições mais propícias à prática da modalidade. No dia anterior passei a ver o mar ao por do sol e a coisa estava composta para uma boa manhã de pesca no dia a seguir.

5 a.m. "Early in the morning bring up your feelingsssss" lá estava o meu despertador com um belo som reggae (dos portugueses Freddy Locks) a despertar-me!! Aprontei-me e sai...
Assim que saio à rua... ventania de norte! "mau não era isto que o guru me dizia". Já que estava a pé e já... para a cama não volto!
Chegado à praia o cenário ainda era pior!! Uns 15 nós de norte... mas como o mar estava pequeno siga!
As primeiras 3 horas de pesca foram um martírio com aquela ventania toda... apenas 3 amostras me saíram da saca, 2 jigs e uma reef pencil. O restante nem valia a pena que com aquele vento voavam mais de lado que para a frente.
Ia caminhando e, por volta das 8:00 vem uma matilha de cães com um ar pouco amistoso ao meu encontro... Para evitar conflitos avancei um pouco para dentro de água e, sem querer, meti um pé num buraquito com mais um palmo de água. Meia dúzia de lançamentos no buraco mas nada... "agora ando mais uma horinha para a frente e a voltar tenho aqui um pesqueiro com um bocadinho mais de água onde o peixe pode entrar para comer" pensei para mim! Assim fiz...
Entretanto o vento começou a cair e estava bastante mais agradável de pescar. No regresso parei então naquele buraco e observei... Que belo agueiro se tinha formado  pensei em colocar um vinil mas a minha mão teimou em agarrar na Duo TM surf 135 D93! Primeiro lançamento para trás da rebentação... 2 maniveladas e ZZZZZZZ ZZZZZZZ! Duas cabeçadas e a cana a dizer que sim... Trabalhei o peixe na corrente e com calma aproximei-o da margem, com umas arrancadas pelo meio.Quando lhe pus a mão estava exausto e não mais se mexeu! Foi o 1º peixe que fiz tão longe de mim na praia... há muito que ansiava por um momento destes, e volvida uma semana não me sai da cabeça a luta que visualizei com este peixe 
nuno ribeiro robalos 1
O peixe mediu 45cm.
 

 Para mim estava a pescaria feita... não precisava de mais para ter um sorriso de orelha a orelha. 

Quando já contava eu colocar cá o último relato do ano com aquele peixe, eis que hoje surgem novidades... Nos últimos dias tenho-me dedicado mais afincadamente ao estudo, no entanto, quase todos os dias se as condições forem propícias, tiro uma ou duas horinhas para street fishing. Hoje, após uma tarde de trabalho, assim que o sol se começou a esconder agarrei na cana e fui explorar o "quintal" de casa do meu pai... um divórcio dos pais às vezes tem vantagens, a minha é que com a minha mãe tenho o mar no quintal, e com o meu pai tenho a ria 

Andei 100 metros e amostras de molho... As marés não são as mais propícias visto estarem muito paradas mas só quem peixe procura, peixaxa  por lá andei durante uma horinha e meia e apenas um toque de peixe miúdo. Decidi agarrar no carro e ir experimentar outro pesqueiro.
Chego lá e já lá estavam uns quantos pescadores à bóia "às sarguetas", pensei eu. Ao aproximar-me, reparei que me enganei redondamente... como iscos só via pilado, lingueirão e camarão vivos. Comecei com a dança das amostras de sub-superfície uma vez que a maré não era muito grande e havia pouca água mesmo com a maré quase cheia. As pedras por ali têm muita fome 
Nunca descolei olho dos pescadores de bóia e passado um bocado saiu um robalo a rondar os 2kg e outro um pouco mais pequeno. Pousei a cana e fui observar a que profundidade pescavam.
Decidi-me em colocar um vinil com um cabeçote "Ribeiro lead". Entretanto mais um robalo, desta vez um pouco maior a sair à bóia. fiz 10, 20, 30 lançamentos até que sinto uma PANCADA valente na cana que quase ma arranca da mão... tinha o drag fechado mas logo o desapertei e o peixe apressa-se a fazê-lo cantar ZZZZZZZZZZZZZ por várias vezes a levar linha. Nunca tinha sentido um peixe a puxar assim e pensei que provavelmente seria o meu record! Entretanto chamei por alguém para me vir ajudar a subir o peixe mas ninguém se prontificou e portanto lá tive eu de descer com uma cana na mão e outra a segurar-me às pedras e ir buscar o peixe à água!

Assim que o trouxe para cima, nem cabia em mim de contente ao garantir que o meu record tinha sido batido com um cabeçote feito por mim!!! é uma alegria imensa! E não passam de uns cabeçotes... imagino o pessoal que fabrica as próprias amostras rígidas, a alegria que deve sentir 
nuno ribeiro robalos 2
 Mediu 51cm
 
 Sei que para a maioria é um peixe modesto, no entanto a minha alegria prende-se ao facto de apenas este ano ter realizado a minha 1ª captura com medida em Março (após um ano de 2010 de aprendizagem e sem qualquer captura digna de registo em muitas e muitas pescarias) terminando assim 2011 com um record... após algumas dezenas de grades e umas poucas capturas pelo meio. Sinto alguma evolução e espero que, com a vossa companhia e ensinamentos, no próximo ano possa ver os meus registos melhorarem... assim dedico este pequeno record ao PCA e a tudo aquilo que me tem dado
Abraço e boas entradas
 
Ficha Técnica: 
Cana: Major Craft Zaitz sea bass 9'6 M
Carreto: Shimano Rarenium 4000FA
Linha: PP 0,19
Terminal: Seaguar ace 0,37
Amostras: Duo TM 135 D93 e Storm pro-jointed minnow 13cm + cabeçote "hand made"
 
Nuno Ribeiro